Autoridades federais dos EUA aprovam remédio contra câncer de próstata

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 26 de novembro de 2003 as 00:48, por: cdb

As autoridades federais de saúde dos Estados Unidos aprovaram na última terça-feira um novo remédio para combater a dor e outros sintomas do câncer de próstata como substituto de outro produto antitestosterona não tolerada pelos pacientes.
 
Fontes da Administração de Alimentos e Remédios (FDA, pela sigla em inglês) disseram que a venda deste produto, o Plenaxis, está limitada a 5 e 10% dos pacientes que estejam dentro de critérios específicos.

Essa exigência deriva do fato de alguns homens sofrerem uma reação alérgica que se manifesta em uma queda de pressão que pode pode provocar desmaios ou até mesmo ser fatal. As pesquisas determinaram que a testosterona pode ser um dos elementos que produz o câncer de próstata e o Plenaxis reduz essa secreção glandular.

Mark Hirsch, pesquisador da FDA, assinalou que em um dos estudos para determinar o funcionamento do Plenaxis, 81 homens que se submeteram ao tratamento tiveram alívio nas dores ósseas, melhor fluxo da urina e uma estabilização do tumor, sintomas típicos do tratamento antitestosterona.

No entanto, três integrantes desse grupo sofreram reações alérgicas graves, especialmente a queda brusca de pressão.