Aumento no preço da gasolina assustam consumidores em Natal

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 21 de maio de 2003 as 02:40, por: cdb

Vários motoristas foram surpreendidos com o aumento e o alinhamento do preço da gasolina que aconteceu durante o último fim de semana nos postos de combustível de Natal. Até sexta-feira passada, o litro do combustível custava de R$ 1,93 até R$ 1,99 e agora varia entre R$ 2,05 e 2,09 na maioria dos estabelecimentos.

A variação de preço ficou em cerca de 3,5% nas bombas. Alguns postos da zona sul da cidade chegam a cobrar até R$2,10.

Ronaldo Azevedo, presidente do Sindipostos (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo), cada um tem liberdade para fazer promoções e que o Sindipostos não intervêm nos valores escolhidos.

– Desde a última quarta-feira os postos começaram a terminar as promoções – disse.

Azevedo comentou sobre uma possível combinação de preços, o que caracterizaria a formação de cartel.

– Esse tipo de comportamento não existe dentro do sindicato. Cada posto pode colocar o preço que quiser. Não existe margem abusiva nos preços da gasolina e que os valores estão abaixo da média nacional e da pauta fiscal – afirmou Azevedo

Apesar de todos os estabelecimentos terem aplicado o reajuste praticamente ao mesmo tempo e para valores parecidos, o Ministério Público diz que não vai intervir no caso, pois não entende que o caso configure a formação de cartel.

O Procon Municipal deverá fazer, ainda esta semana, uma pesquisa de preços junto aos postos da cidade.

– Essa pesquisa verificará o aumento dos preços nos postos de gasolina, e, reunirá dados para serem encaminhados a Promotoria de Defesa do Consumidor, disse o Chefe do Setor de Pesquisas de Informação do Procon, Elias Silva, que está substituindo o coordenador, Sérgio Melo Lima.