AUC segue na mesa de negociações

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 27 de setembro de 2004 as 02:03, por: cdb

A direção política das Autodefesas Unidas da Colômbia anunciou, em um documento divulgado neste domingo, que o grupo seguirá na mesa de negociações e que um número significativo de combatentes entregará suas armas e se desmobilizará.

As informações do documento, exibido na página da internet do movimento, são de Salvatore Mancuso e Erneso Báez, membros da Direção Política das AUC.

O estado maior das AUC negou qualquer vínculo com a morte de Miguel Arroyave. Ele era chefe de um bloco paramilitar formado por seis mil homens, e quatro de seus seguranças, foram assassinados semana passada em Puerto Lleras.

O comunicado das AUC não fala sobre a decisão do governo colombiano de não reconhecer Juan Carlos Sierra como integrante da equipe negociadora das Autodefesas Unidas da Colômbia. Sua captura foi ordenada, sob acusação de narcotráfico nos Estados Unidos.