Atentados no Japão fazem ministra cancelar viagem à Indonésia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 2 de dezembro de 2003 as 02:39, por: cdb

A ministra de Assuntos Exteriores do Japão, Yoriko Kawaguchi, cancelou uma viagem à Indonésia devido ao atentado do último sábado no Iraque no qual dois diplomatas japoneses morreram, informaram, nesta terça-feira, fontes oficiais.
 
A chefa da diplomacia japonesa deveria reunir-se com o presidente indonésio, Megawati Sukarnoputri, e com outros líderes da Associação de Nações do Sudeste da Ásia (Asean) como parte dos preparativos de uma cúpula desse órgão em dezembro.

Kawaguchi, que dirige uma investigação sobre o ataque contra os funcionários japoneses ocorrido em Tikrit, mais ou menos 150 quilômetros ao norte de Bagdá, declarou que as informações recebidas na embaixada na capital iraquiana são contraditórias.

No ataque morreu após ser levado a um hospital o motorista iraquiano e, segundo a agência japonesa Kyodo, o automóvel apresentava mais ou menos 30 buracos de bala de espingarda automático.

Os corpos dos dois diplomatas, Katsuhiko Oku, de 45 anos, e Masamori Inoue, de 30, foram levados por um avião militar americano ao Kuwait, para onde viajaram ontem seus familiares.

O último fim de semana foi o mais violento desde que terminou a guerra do Iraque com vários ataques nos quais morreram sete agentes dos serviços de inteligência da Espanha, dois empregados sul-coreanos e um civil colombiano.