Atentado contra mesquita mata líder espiritual xiita

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 29 de agosto de 2003 as 12:10, por: cdb

O aiatolá Mohammed Baqir al-Hakim, um dos mais respeitados clérigos xiitas iraquianos, morreu nesta sexta-feira na explosão do carro-bomba em frente à Mesquita Iman Ali, na cidade iraquiana de Najaf.

Ele era líder espiritual do Conselho Supremo para a Revolução Islâmica no Iraque. De acordo com a emissora árabe Al-Jazira, pelo menos 20 pessoas morreram na explosão. O líder do Congresso Nacional Iraque e membro do Conselho de Governo, formado pelas forças aliadas, Ahmad Chalabi, confirmou a morte do líder à rede de TV Al-Jazira.

Chalabi também criticou os Estados Unidos por não fornecerem a segurança adequada aos iraquianos e atribuiu a autoria do atentado e rebeldes leais ao presidente deposto Saddam Hussein.

Chalabi disse ter recebido a confirmação da morte do líder religioso por intermédio do irmão de Baqir, Abdel Aziz al-Hakim, líder do braço armado do Conselho Supremo para a Revolução Islâmica no Iraque e também membro do Conselho de Governo. O administrador civil americano para o Iraque, Paul Bremer, denunciou o atentado.

— O atentado desta sexta contra Najaf demonstra mais uma vez que os inimigos do novo Iraque não vêem obstáculos. Eles voltaram a matar pessoas inocentes. Mais uma vez, eles violaram um dos locais mais sagrados do Islã. Mais uma vez, nesta ação hedionda, eles mostraram a face maléfica do terrorismo. Manifesto meu mais profundo pesar aos familiares dos mortos e feridos na ação — diz um comunicado assinado por Bremer.