Ataques israelenses matam dois palestinos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 29 de abril de 2003 as 08:32, por: cdb

Pelo menos dois palestinos foram mortos em operações militares israelenses na Cisjordânia e em Gaza.

O primeiro incidente ocorreu perto da cidade de Belém, na Cisjordânia. Dois membros do grupo militante Brigada dos Mártires de Al Aqsa foram mortos por tiros disparados por um tanque.

Testemunhas disseram que tropas israelenses cercaram a casa do líder da Brigada na área de Belém, Mahmoud Saleh.

De acordo com os relatos, os tanques dispararam contra a casa depois que os soldados atiraram.

Pouco depois, helicópteros israelenses lançaram mísseis contra um carro que passava ao sul da cidade de Khan Younis, na Faixa de Gaza.

Há infomações de que os ocupantes do carro foram feridos e talvez tenham morrido.

Os ataques acontecem no dia em que o Parlamento palestino se reúne para decidir se aprova ou não o novo gabinete de governo da Autoridade Palestina (AP), liderado pelo primeiro-ministro indicado Mahmud Abbas.

Os Estados Unidos e outros países condicionam a apresentação de um novo plano de paz para a região à aprovação do novo gabinete, que conta com o respaldo do líder da AP, Yasser Arafat.

Representantes do governo americano disseram em Washington que o novo plano será divulgado já na quarta-feira, caso o novo gabinete palestino seja aprovado.

O impasse entre Arafat e Abbas na semana passada, quando os dois líderes escolhiam os futuros ministros, quase levou ao colapso do novo governo antes mesmo dele ser apresentado ao legislativo.

O Parlamento palestino é dominado por membros da facção política de Arafat, a Fatah. Sem o apoio do líder palestino, dificilmente o novo conjunto de ministros seria aprovado.