Ataque aéreo matou pelo menos 21 no Afeganistão

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 9 de maio de 2007 as 22:14, por: cdb

Forças lideradas pelos Estados Unidos mataram pelo menos 21 civis em um ataque aéreo no sul do Afeganistão, segundo autoridades locais. O governador da província de Helmand, Asadullah Wafa, afirmou que casas de civis foram bombardeadas na região de Sangin, onde soldados estrangeiros e afegãos estão em confronto com o Talebã.

A coalizão liderada pelos Estados Unidos afirmou que um de seus soldados morreu durante o confronto em Sangin, mas não havia informação de mortes de civis.

As mortes de civis nos últimos confrontos causaram revolta no Afeganistão, e as forças estrangeiras foram acusadas de falta de cuidado.

As supostas mortes de civis nesta quarta-feira ocorrem um dia depois de os militares americanos afirmarem que estavam “profundamente envergonhados” devido às mortes de 19 civis afegãos, mortos por fuzileiros americanos no começo de março.

O governador da província de Helmand afirmou que as forças internacionais sofreram uma emboscada organizada por insurgentes do Talebã na tarde de terça-feira, e os ataques aéreos foram convocados depois, contra três vilarejos.

Wafa disse que mulheres e crianças estão entre os mortos e que os aviões atacaram para dar apoio a soldados da Otan que tentavam tirar militantes da região de Sangin.

A Otan disse que “até o momento não sabe de nenhum ataque aéreo resultando em mortes de civis nas últimas 24 horas”.

Uma declaração da força-tarefa liderada pelos americanos no Afeganistão, que trabalha fora do comando da Otan em operações contra o terrorismo, confirmou que as forças especiais dos Estados Unidos estavam na área.

Segundo a declaração, os soldados americanos estão trabalhando junto com o Exército afegão e foram atingidos por disparos de morteiros, foguetes e pequenas armas de fogo durante uma patrulha a 25 quilômetros ao norte de Sangin.

Um porta-voz militar americano, major William Mitchell, disse à imprensa internacional que os soldados mataram um número “significativo” de insurgentes.

– Não temos notícias de mortos ou feridos entre civis. Existem mortos e feridos entre os inimigos – acredito que o número é significativo -, disse.

Moradores da área afirmaram que soldados ocidentais e forças afegãs estão impedindo que eles
entrem no local. As forças britânicas não confirmaram o fato.

A Otan afirma que seus helicópteros estão ajudando a levar civis feridos para hospitais. Membros do Talebã são acusados com freqüência de se esconderem em residências, o que causaria a morte de civis.