Ataque acaba com cessar-fogo na Faixa de Gaza

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 16 de maio de 2007 as 10:49, por: cdb

Homens armados mataram pelo menos cinco pessoas em um ataque à casa de um membro do Fatah, na faixa de Gaza, dando fim ao terceiro cessar-fogo entre os grupos rivais palestinos. As mortes ocorreram no amanhecer desta quarta-feira, horas depois de o Fatah e o Hamas concordarem com mais um cessar-fogo para tentar pôr fim à violência que já deixou quase 30 mortos desde domingo.

Cerca de 200 homens armados atacaram a residência de Rashid Abu Shbak, um alto funcionário de segurança do Fatah, quando ele não estava em casa.

Parte da casa ficou destruída e pelo menos quatro guardas que faziam a segurança morreram, segundo informações de Abdel Hakim Awad, membro do Fatah. Awad culpou o Hamas pelas mortes.

– O que está acontecendo é assassinato a sangue frio, e isso é um crime – disse.

Também na manhã desta quarta-feira, granadas foram jogadas contra um posto de polícia do Hamas e morteiros atingiram o escritório do presidente palestino, Mahmoud Abbas (que pertence ao Fatah).

Este é o terceiro cessar-fogo a fracassar desde a explosão de violência no fim de semana.

Um diplomata egípcio levou um tiro na mão enquanto, segundo testemunhas, caminhava pelas ruas de Gaza para verificar se os homens armados estavam obedecendo o cessar-fogo.

Há dois meses, o Fatah e o Hamas chegaram a um acordo para formação de um governo de unidade nacional e adotaram um cessar-fogo. A onda de violência atual em Gaza é a maior desde que o acordo foi alcançado entre as duas facções.

Apenas na terça-feira, pelo menos 14 pessoas morreram em choques entre simpatizantes do Fatah, do presidente Abbas, e do Hamas, do primeiro-ministro palestino Ismail Haniya. Segundo Aleem Maqbool, correspondente da BBC em Ramallah, independentemente do que provocou o conflito entre os militantes, as mortes agora são por vingança.