Ataque a comboio mata um iraquiano e dois soldados norte-americanos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 22 de dezembro de 2003 as 11:58, por: cdb

Dois soldados americanos e um intérprete iraquiano morreram nesta segunda-feira, em um novo ataque da resistência em Bagdá, informaram fontes militares americanas.

O ataque, no qual outros dois soldados ficaram feridos, ocorreu quando uma bomba explodiu na passagem de um comboio militar americano na capital.

Este é o ataque mais grave da resistência contra as tropas de ocupação no Iraque desde a captura do ex-presidente iraquiano Saddam Hussein, no último dia 13 em sua cidade natal, Tikrit.

Assim, sobe para 202 o número de militares dos Estados Unidos mortos em ações da resistência iraquiana desde que o presidente americano, George W. Bush, anunciou o fim das principais operações militares no Iraque, no dia 1 de maio.

O novo ataque aconteceu quando as tropas dos Estados Unidos intensificaram sua campanha no centro do Iraque com o fim de desmantelar os grupos da resistência.

O anúncio da morte dos dois soldados coincidiu também com uma forte explosão ouvida esta tarde em Bagdá, cuja natureza ainda é desconhecida.