Associação de pilotos critica inquérito da PF sobre acidente da Gol

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 10 de maio de 2007 as 19:48, por: cdb

A Federação Internacional de Pilotos de Linhas Aéreas (IFALPA, na sigla em inglês) criticou duramente a conclusão da investigação da Polícia Federal de Mato Grosso, que pediu o indiciamento dos pilotos americanos do jato Legacy. Segundo a PF, os pilotos Joe Lepore e Jan Paladino colocaram o tráfego aéreo em risco.

O jato chocou-se com o Boeing da Gol em 29 de setembro de 2006. O avião da companhia aérea brasileira caiu e as 154 pessoas que estavam a bordo morreram.

Para a PF, os pilotos do Legacy desligaram involuntariamente o transponder (equipamento anticolisão), deixaram de acionar o código 7600 (de falha na comunicação) e ficaram cerca de uma hora sem contato com as torres de controle, além de cometerem outros deslizes.

A IFALPA apontou ter sido “uma omissão inacreditável excluir os militares (brasileiros) da investigação” mesmo depois de a Polícia Federal reconhecer que as ações “dos controladores de vôo foram falhas”.