Assad aceita trégua em feriado islâmico na Síria, diz enviado à ONU

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 24 de outubro de 2012 as 12:29, por: cdb

Assad aceita trégua em feriado islâmico na Síria, diz enviado à ONU

NAÇÕES UNIDAS, 24 Out (Reuters) – O mediador da ONU e da Liga Árabe para o conflito na Síria, Lakhdar Brahimi, disse ao Conselho de Segurança da ONU nesta quarta-feira que o presidente sírio, Bashar al-Assad, aceitou um cessar-fogo durante um feriado islâmico, e que um anúncio oficial será feito posteriormente.

“O presidente (Assad) aceitou, o comunicado será divulgado amanhã”, disse um diplomata presente ao encontro a portas fechadas do Conselho de Segurança, em que Brahimi falou por videoconferência. A fonte falou sob condição de anonimato.

Brahimi estava comentando sobre declarações feitas mais cedo nesta quarta-feira a repórteres no Cairo. Depois de Brahimi ter feito o anúncio do cessar-fogo, o governo sírio aparentemente rejeitou o que ele tinha dito afirmando que o comando militar do país ainda estava estudante a proposta de um cessar-fogo com os rebeldes.

Em seu caminho para a reunião do conselho, o embaixador da Rússia na ONU, Vitaly Churkin, disse que Moscou esperava que o plano de Brahimi para o cessar-fogo durante o feriado islâmico do Eid al-Adha fosse adiante.

“Nós apoiamos fortemente”, disse Churkin. “Trabalhamos muito duro em apoio ao sr. Brahimi para garantir que haja uma chance de paz.”

A China endossou a posição russa.

Os Estados Unidos e países europeus culpam a China e a Rússia, aliada de Assad e fornecedora de armas para o regime sírio, pelo impasse no conselho durante os 19 meses de conflito. Moscou e Pequim vetaram três resoluções do conselho condenando Assad.

Brahimi disse ao Conselho de Segurança que precisa de “apoio forte e unânime”.

“Outro fracasso levaria a uma escalada extrema e um transbordamento para outros países”, disse um diplomata que esteve no encontro, parafraseando Brahimi.

(Reportagem de Louis Charbonneau e Michelle Nichols)

Reuters