Artistas cubanos pedem reflexão dos intelectuais que criticam Cuba

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 19 de abril de 2003 as 13:48, por: cdb

Artistas e intelectuais cubanos emitiram neste sábado uma “carta aberta” a seus “amigos” do exterior, que esta semana criticaram Cuba pela prisão de dissidentes e execução sumária de três seqüestradores, para que reflitam e não alimentem a “máquina anticubana”.

A carta, intitulada “Mensagem de Havana para amigos que estão longe” e publicada na primeira página dos jornais da ilha, é uma resposta às declarações de intelectuais – admiradores da Revolução Cubana – que criticaram a recente atuação do governo de Fidel Castro.

Os artistas cubanos classificaram de “manifestos caluniosos contra Cuba” críticas como as feitas pelo Prêmio Nobel de Literatura, o português José Saramago, ou pelo escritor uruguaio Eduardo Galeano. Segundo o texto, estas críticas são “nascidas da distância, da desinformação e de traumas de experiências socialistas falidas”.

“Cuba não ganhou nenhuma heróica batalha fuzilando esses três homens, mas sim perdeu minha confiança, prejudicou minhas esperanças, fraudou minhas ilusões”, afirmou, por exemplo, José Saramago.