Arquivo Nacional festeja 166 anos e vai inaugurar nova sede

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 2 de janeiro de 2004 as 16:14, por: cdb

O Arquivo Nacional comemora nesta sexta-feira 166 anos de fundação, preparando-se para abrir ao público, no dia 21 de abril próximo, sua nova sede, que funcionará no conjunto de prédios da antiga Casa da Moeda, no Rio de Janeiro. O Diretor Geral do órgão, vinculado ao Gabinete Civil da Presidência da República, Jaime Antunes da Silva, revelou à Agência Brasil que os edifícios foram totalmente restaurados em novembro de 2002 e este ano estão sendo equipados com sistemas modernos de segurança e detecção e extinção de sinistros, entre outros.

Jaime Antunes da Silva informou que isso abre ao Arquivo, além dos prédios que já ocupa no Rio de Janeiro, mais 11.500 metros de área construída, “o que oportuniza a instituição dotar e oferecer ao público serviços com mais agilidade e rapidez”. Acrescentou que esse período serviu também para que o Arquivo pudesse desenvolver sistemas para a informatização da informação contida no acervo, viabilizando a médio prazo, progressivamente, o acesso a pelo menos parte dos dados on-line, em sua nova página na Internet.

O processo de restauração dos 11.500 metros de área construída da nova sede do Arquivo Nacional totalizou custo de R$28 milhões, captados através da Lei Rouanet de Incentivo Fiscal na modalidade Mecenato, dos quais 50% foram investidos pela Petrobrás , sendo os 50% restantes divididos entre outras empresas estatais, como Eletrobrás, Furnas, Correios, Banco do Brasil, Caixa Econômica e BNDES, além de patrocínios menores da Itaú Cultural e da Companhia de Gás do estado do Rio. Jaime Antunes disse que esse esforço conjunto permitiu recuperar um dos mais importantes edifícios de arquitetura néo-clássica do país, incrustrado em pleno corredor cultural da cidade do Rio de Janeiro, em frente ao Campo de Santana.

Esta será a 6ª sede do Arquivo Nacional e, segundo espera Antunes Silva, a definitiva.