Argentino é acusado de estuprar enteadas dentro do Senado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 7 de novembro de 2003 as 00:00, por: cdb

Um funcionário do Senado argentino foi acusado de violentar sexualmente suas duas enteadas, de 10 e 12 anos, dentro das instalações parlamentares.

O escritório de Imprensa do Senado disse na noite desta quinta-feira, em curto comunicado, que o caso foi denunciado em agosto passado, e que o funcionário já foi afastado de suas funções até o fim das investigações.

O caso, que envolve um empregado que trabalhava na vigilância noturna do edifício do Congresso Nacional, no centro de Buenos Aires, foi denunciado pela tia das menores em declarações a emissoras rádio locais.

Uma fonte parlamentar informou que, segundo a denúncia, o empregado obrigava suas enteadas a acompanhá-lo várias vezes em seu turno de vigilância noturna no prédio do Senado, onde teria abusado sexualmente das duas.

O acusado, de cerca de 50 anos e que trabalhava no Senado desde 1983, está respondendo ao inquérito em liberdade.