Argentina flexibiliza saque para salários

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 19 de dezembro de 2001 as 03:20, por: cdb

A notícia passou quase despercebida: a pedido pessoal do presidente Fernando de la Rúa, o governo argentino flexibilizou, nesta terça-feira, mais uma vez, o limite de saques para os depósitos bancários no país. Mas o benefício valerá apenas para os assalariados que recebem através dos bancos.

Os cerca de 5,2 milhões de trabalhadores que se encontram nessa condição terão direito a um saque adicional de 500 pesos até o dia 31 de janeiro do próximo ano, acumulando um limite total de saque de 2.500 pesos nos meses de dezembro e janeiro (US$ 1 mil por mês, mais o adicional de 500).

De acordo com o Banco Central argentino, a medida tem como objetivo facilitar a utilização do 13º salário e incentivar o consumo doméstico nas compras deste fim de ano.

O BC também determinou às instituições financeiras que adotem as medidas operativas para facilitar o cumprimento dessa flexibilização. A medida não agradou a Associação dos Bancos da Argentina (ABA), que em nota afirmou estar fazendo o possível para que a flexibilização seja operacionalizada antes do Natal.