Argentina chega a um acordo com o FMI

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 10 de setembro de 2003 as 19:41, por: cdb

A Argentina chegou, na tarde desta quarta-feira, a um acordo com o FMI. O entendimento acontece um dia após o pais declarar a moratória unilateral de sua dívida, ao não depositar o pagamento da dívida, no valor de US$ 2,9 bilhões junto ao Fundo.

Presidente argentino, Néstor Kirchner aprovou os pareceres técnicos e jurídicos do acordo. Segundo informações do governo, só resta a assinatura formal do presidente para formalizar o entendimento. O texto foi lido na residência oficial e, depois disso, Kirchner dirigiu-se à sede do governo, de onde se espera para breve o anúncio oficial do entendimento.

O pacto valerá por três anos e permitirá ao país financiar uma dívida de US$ 12,5 bilhões, segundo as informações da edição eletrônica do jornal La Nación. Não estão incluídos nem cronograma de aumentos de tarifas públicas, nem um valor de compensação aos bancos pelos efeitos da desvalorização do peso.