Arafat: ‘Espero a trégua palestina em questão de horas’

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 26 de junho de 2003 as 18:27, por: cdb

O líder palestino Yasser Arafat disse que espera um anúncio “em questão de horas” sobre um acordo de cessar-fogo para que as milícias palestinas suspendam os ataques contra israelenses.

Os comentários do líder são o indício mais forte até agora de que uma trégua temporária será oferecida pelos três principais grupos militantes palestinos – o Hamas, a Brigada dos Mártires de Al-Aqsa e a Jihad Islâmica.

Líderes dos grupos, entretanto, rejeitaram imediatamente a declaração de que um acordo estaria próximo, embora tenham dito que um anúncio pode ser feito nos próximos dias.

A correspondente da BBC em Ramallah, Barbara Plett, disse que qualquer cessar-fogo será uma medida unilateral por parte dos palestinos, uma vez que os israelenses continuam a insistir no desmantelamento dos grupos militantes.

Nesta quinta-feira, um israelense foi morto perto da Linha Verde que separa Israel e a Cisjordânia, horas após dois palestinos terem morrido em um ataque de Israel contra supostos militantes.

O primeiro-ministro palestino, Mahmoud Abbas, também conhecido como Abu Mazen, vem tentando convencer as facções armadas a suspender os ataques contra Israel por um período do três meses.

Mas correspondentes dizem que Arafat continua a ter um papel central junto aos grupos militantes e ao povo palestino de maneira geral. Os comentários de Arafat, após uma reunião com o ministro das Relações Exteriores irlandês, foram explícitos.

– Até agora, não foi decidido oficialmente, mas nós esperamos que nas próximas poucas horas haja uma declaração – disse o líder palestino.

Mohammad Al-Hindi, um importante membro da Jihad Islâmica, disse que as negociações para a trégua estão em andamento, mas o cronograma de Arafat é otimista demais.

– Ainda estamos aguardando respostas dos nossos combatentes em ação e dos que estão presos em cadeias israelenses. Não podemos fazer isso em poucas horas – disse.

– Seria mais correto dizer dentro dos próximos dias – afirmou Hindi ao responder a uma pergunta sobre quando será anunciada a decisão sobre o cessar-fogo.

Abdel-Aziz Al-Rantissi, segundo em comando na organização Hamas, alvo de uma recente tentativa de assassinato pelos israelenses, também afirmou ser mais provável que o anúncio ocorra dentro de alguns dias.