Arafat denuncia uma “conspiração” cotra esforços palestinos de paz

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 15 de maio de 2003 as 11:53, por: cdb

O presidente palestino, Yasser Arafat, denunciou nesta quinta-feira uma “conspiração” dirigida contra os esforços de paz palestinos, num discurso proferido por ocasião da “Nakba”, a “catástrofe” que representou para os palestinianos a criação do estado hebreu.

– Anunciámos claramente a nossa opção estratégica da paz para conseguirmos um estado palestino com Jerusalém (leste) como capital, mas há uma conspiração contra nós – acusou, num discurso transmitido pela televisão do seu quartel-general em Ramallah.

Não identificando os protagonistas dessa “conspiração”, Arafat reafirmou a sua convicção de que “nenhuma paz é possível sem a retirada total de Israel das terras palestinianas e árabes ocupadas desde 04 de Junho de 1967 e o desmantelamento de todas as col”onias judaicas nos territ[orios ocupados”.

Nesta sequência, apelou “à nação árabe” para que se mantenha “unida” e se prepare para “recuperar a sua terra e assegurar a protecção dos Lugares santos”.

Recentemente, o primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, multiplicou as suas declarações de apoio a que se prossiga a construção de colonatos, apesar de o “Roteiro de paz” aprovado pelo Quarteto (Estados Unidos, Rússia, UE e ONU) exigir o seu congelamento total.