Arábia Saudita coloca 50 suspeitos da Al Qaeda em julgamento

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 8 de abril de 2012 as 10:13, por: cdb

Arábia Saudita coloca 50 suspeitos da Al Qaeda em julgamento

JEDÁ, 8 Abr (Reuters) – Cinquenta homens suspeitos de terem ligação com a Al Qaeda foram a julgamento na Arábia Saudita sob acusações de matarem um norte-americano e de atacarem casas estrangeiras na capital e na província oriental, segundo a agência oficial de notícias do país.

A reportagem afirmou que cinco dos suspeitos apareceram em corte especial na capital Riade, no sábado, enfrentando acusações incluindo o atentado a bomba de 2003 do complexto de al-Muhaya, onde moravam expatriados, e planejar ataques contra as embaixadas norte-americana e britânica na Arábia Saudita.

Dos acusados, 47 são sauditas, dois sírios e um iemenita, segundo informou a agência SPA na noite de sábado.

A Arábia Saudita viu a insurgência militante de 2003 a 2006, na qual membros da Al Qaeda realizaram ataques contra compostos residenciais para trabalhadores estrangeiros e instalações do governo, matando dezenas.

O reino respondeu com a prisão de milhares de militantes suspeitos e lançando uma campanha na imprensa para desacreditar sua ideologia, com o apoio de clérigos influentes e líderes tribais.

Advogados sauditas dizem que sentenças judiciais estão sujeitas à autoridade do juiz, que deve seguir a Sharia, a lei Islâmica, afirmando que os condenados por matar um muçulmano podem enfrentar a pena de morte.

(Reportagem de Asma Alsharif)

Reuters