Após fechamento da São Marcos, estudantes podem ter o mesmo fim em outras escolas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 5 de abril de 2012 as 08:07, por: cdb

Após fechamento da São Marcos, estudantes podem ter o mesmo fim em outras escolas

Por: Vanessa Ramos, da Rede Brasil Atual

Publicado em 05/04/2012, 10:35

Última atualização às 10:53

Tweet

São Paulo – Os estudantes da Universidade São Marcos fizeram assembleia na última terça (3) para discutir a contínua falta de diálogo com a atual reitora, Maria Aurélia Varella, e as transferências de alunos feitas pela instituição sem consulta à comunidade. Os estudantes voltarão a se reunir na próxima segunda (9) para definir ações conjuntas e formas de protestos.

De acordo com a diretora de relaçõesinternacionais da União Nacional dos Estudantes (UNE), Luiza Lafertá, a universidade estátransferindo parte dos alunos para a Universidade Anhanguera e Uniban, fato que causa indignação dos estudantes, que alegam não ter sido consultados. “Os alunos exigem, no mínimo, a transferência para instituições demaior qualidade e renome”, disse Luiza.

Segundo a diretora da UNE, a Anhanguera, porexemplo, apresenta problemas parecidos com os da universidade São Marcos. Emjaneiro, a Anhanguera demitiu mais de 1.500 professores, sendo 80% mestres e doutores. “Por todos esses fatores, a maioria dos estudantesdisse que não admitirá a transferência feita de qualquer forma.”

Apresidenta da União de Núcleos, Associações e Sociedades dos Moradores deHeliópolis e São João Clímaco (Unas), Cleide Alves, disse que falta maior diálogo dauniversidade com os alunos. Ela espera do Ministério da Educação (MEC)acompanhamento próximo do caso. “O ministério atuou corretamente ao cumprir a sua funçãode fiscalizar a instituição privada e garantir a qualidade da educação, masagora precisa acompanhar a transferência e garantir o acesso dos alunos paraoutra universidade, que tenha igual, ou melhor, padrão do que a São Marcos.”

Cleide afirmou que os 250 alunos bolsistas da comunidade de Heliópolis não querem irpara outra universidade que tenha restrições no MEC e que no futuro seja tambémdescredenciada.

A universidade São Marcos não se pronunciou sobre a transferência dos alunos. A última informação, publicada em nota emseu site, afirma que o atendimento aos alunos está sendo realizado no espaçoemprestado pela Uniban, na rua Afonso Celso, 235, Vila Mariana, a partir das13h. 

Histórico

O MEC publicou, em 26 de março, no Diário Oficial da União (DOU), despacho da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior, oficializando o descredenciamento da Universidade São Marcos. O MEC determina que a instituição está proibida de “qualquer nova oferta de educação superior, preservadas as atividades de secretaria acadêmica para entrega de documentos”. E estabelece que a transferência de alunos deve ser concluída em até 90 dias.