Aplicativo indiano desafia WhatsApp

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 17 de agosto de 2016 as 11:40, por: cdb

O aplicativo vai tentar derrubar o WhatsApp, propriedade da Facebook e um dos messengers mais populares no Brasil no momento

Por Redação, com Sputnik – de Moscou:

 

O aplicativo indiano Hike Messenger é agora avaliado em quase US$ 1,4 bilhões após conseguir arrecadar mais de US$ 75 milhões, doados por investidores como as empresas chinesas Tencent Holdings LTD. e Foxconn Technology Group.

De acordo com os administradores do Hike, em janeiro o app tinha cerca de 100 milhões de usuários
De acordo com os administradores do Hike, em janeiro o app tinha cerca de 100 milhões de usuários

O aplicativo vai tentar derrubar o WhatsApp, propriedade da Facebook e um dos messengers mais populares no Brasil no momento. Com os novos investimentos, a rivalidade ganha peso.

O presidente da Tencent, Martin Lau, disse que, com este investimento “o Hike será capaz de impor a nossa profunda competência na área das plataformas de mensagens, para enriquecer a experiência dos usuários na Índia”.

De acordo com os administradores do Hike, em janeiro o app tinha cerca de 100 milhões de usuários, que intercambiavam 40 bilhões de mensagens por mês, com uma média de 120 minutos por semana online.

Além de mensagens, o app indiano oferece serviço de notícias, cupons para compras e jogos para celulares. Outra particularidade destacada por Kavin Bharti Mittal, o fundador da empresa que criou o Hike, é a privacidade. Com apoio para sete idiomas e uma preferência pelo conteúdo não textual, os usuários podem até esconder a hora e data das suas mensagens ou usar modo de “bate-papo secreto” (também disponível em outros apps, como o Telegram).

Citado pela agência Bloomberg, Mittal ressaltou, comentando o investimento, que “o mercado indiano da Internet tem mais em comum com a China do que com algum outro mercado ocidental”.

Messenger russo

A empresa russa RT-Inform, que integra o conglomerado Rostec, estatal russa que desenvolve, fabrica e exporta produtos industriais de alta tecnologia para o uso civil e militar, criou um novo aplicativo para troca de mensagens voltado para empresas e órgãos de governo.

O messenger será disponibilizado para os sistemas operacionais Windows, Linux, Mac OS X, iOS e Android. O aplicativo trará funções como torca de mensagens, conversas em grupo, torca de áudios e vídeos, áudio-chamadas, conferências e outras ferramentas voltadas para a organização do processo de trabalho.

– Nos últimos tempos muito se fala na necessidade de criar um messenger nacional, que pudesse garantir às empresas e órgãos estatais da Rússia uma comunicações segura – destaca o diretor-geral da RT-Inform Kamil Gazilov.

Recentemente a mídia russa divulgou informações de que funcionários públicos e militares do país poderiam ser proibidos na Rússia de trocar mensagens eletrônicas relativas a assuntos de trabalho por meio de aplicativos estrangeiros, como Google, WhatsApp e Telegram.

De acordo com o Ministério das Finanças, na Rússia atualmente tem cerca de 1,6 milhões de funcionários públicos e quase 800 mil militares.