‘Aonde foi parar Bin Laden?’, perguntam-se os norte-americanos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 9 de março de 2003 as 18:18, por: cdb

Ahmed Roohi, ex-diplomata do antigo governo afegão, afirmou ter informações de fontes confiáveis de que Bin Laden foi visto na cadeia de montanhas de Siakoh, que se estende pelas Províncias de Nimroz, Helmand, sudoeste do país, ao Baluchistão, no Paquistão.

Segundo divulgou neste domingo a agência norte-americana Reuters, “Bin Laden, ao lado de alguns companheiros, dirigiu-se para uma área desconhecida alguns dias antes da operação liderada pelos Estados Unidos na área”, teria dito Roohi. As declarações teriam ocorrido no momento em que um ministro de uma Província paquistanesa acusou parte da imprensa de deturpar seus comentários sobre relatos não confirmados a respeito da prisão de dois filhos de Bin Laden no Afeganistão.

Ainda segundo a Reuters, nesta sexta-feira o ministro do Baluchistão Sardar Sanaullah Zehri afirmou ter ouvido que dois dos filhos de Bin Laden haviam sido feridos e possivelmente presos em uma operação na quinta de forças norte-americanas e afegãs na região de Ribat, em Nimroz, onde Afeganistão, Paquistão e Irã fazem fronteira. Mas em um comunicado hoje, Zehri disse que sua declaração afirmara que as informações não eram sólidas. A Casa Branca e o governo afegão disseram não poder confirmar nada.

Forças dos EUA no Afeganistão informaram no sábado sobre a detenção de sete homens na Província de Helmand um dia antes. O Exército norte-americano não identificou os presos, suspeitos de planejarem ataques contra as forças da coalizão.

Roohi, que afirma ter sido o primeiro-secretário da missão do Talibã nos Emirados Árabes Unidos antes do regime ser derrubado no final de 2001, disse ter informações não confirmadas da presença de um “parente próximo” de Bin Laden entre os detidos em Helmand.