Anticoncepcionais com desconto exige receita médica e CPF

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 29 de maio de 2007 as 17:56, por: cdb

O Ministério da Saúde anunciou que para ter acesso aos anticoncepcionais que serão vendidos com desconto em farmácias e drogarias credenciadas no programa Farmácia Popular, do governo federal, é necessário ter uma receita médica e apresentar o CPF da paciente que vai usar o medicamento. Serão aceitas as receitas emitidas por médicos da rede pública e de consultórios particulares.

O desconto nos anticoncepcionais foi anunciado na segunda-feira pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão. Segundo ele, o governo vai oferecer cartelas de pílulas a um preço entre R$ 0,30 e R$ 0,40 nos estabelecimentos credenciados.

Estão na relação de medicamentos, anticoncepcionais injetáveis (dose mensal), pílula monofásica de baixa dosagem e mini-pílula para uso na lactação.