Andy Garcia será presidente da Geórgia em novo filme

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 20 de outubro de 2009 as 11:11, por: cdb

O ator norte-americano Andy Garcia entrou no gabinete do governo da Geórgia nesta segunda-feira para filmar uma cena de um novo filme, baseado na guerra da pequena república do Cáucaso com a Rússia. Garcia fará o papel do presidente georgiano Mikheil Saakashvili.

O drama ainda sem título está sendo dirigido por Renny Harlin, mesmo diretor de Duro de Matar 2. O roteiro se baseia na guerra de agosto de 2008, que durou cinco meses e que começou quando Saakashvili lançou um ataque contra separatistas na rebelde província de Ossétia do Sul, atraindo um contra-ataque russo devastador.

Astro de Hollywood cujos créditos incluem O Poderoso Chefão 3 e Onze Homens e um Segredo, Garcia chegou à ex-república soviética da Geórgia na tarde deste domingo, e participou de filmagens na cidade de Gori e na capital, Tbilisi.

Imagens da televisão mostraram Garcia no papel do presidente georgiano, usando terno, gravata vermelha e broche com a bandeira vermelha e branca do país e sentado na sala de trabalho de Saakashvili no palácio presidencial.

A trama do filme envolve um repórter norte-americano que é pego no fogo cruzado da guerra, o que põe à prova sua imparcialidade como jornalista. O deputado Papuna Davitaia, do governista Movimento Nacional Unido, de Saakashvili, é um dos produtores do projeto.

– Nossa preocupação principal é mostrar a guerra como algo negativo –, disse à televisão georgiana o produtor executivo Michael Flannigan. – Tivemos a oportunidade de fazer um filme realmente antiguerra –, afirmou.

Flannigan disse que o orçamento é “bastante restrito”, o que não foi o caso de outros thrillers de ação feitos por Harlin, que é finlandês de nascimento, como Risco Total e Duro de Matar 2.

A guerra prejudicou muito as relações entre a Rússia e o Ocidente. Cerca de 390 civis dos dois lados do conflito morreram e mais de 100 mil foram desalojados. As forças russas lançaram ataques aéreos e enviaram tanques para o território georgiano.

O cineasta sérvio Emil Kusturica recusou uma oferta russa para dirigir outro filme sobre a guerra.

– Não aceitei porque tenho um contrato que tenho que cumprir e que me ocupará pelos próximos quatro anos –, disse Kusturica.