Ana Amélia volta a fazer apelo para inclusão de energia térmica em leilão do governo 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 22 de setembro de 2011 as 13:58, por: cdb

Em pronunciamento nesta quinta-feira (22), a senadora Ana Amélia (PP-RS) voltou a defender em Plenário a inclusão da energia térmica no leilão de energia A-5, que deve ser realizado pelo governo federal no final do ano.  O leilão, para a contratação de energia que deverá ser usada em 2016, prevê a compra de energia de fontes hídricas, eólicas, de gás e de biomassa, mas não do carvão, o que poderá, segundo a senadora, gerar prejuízos à região Sul.

– Não me parece que o governo federal esteja dando a devida atenção e importância à relevância desse tema, tendo em vista que a realização do leilão se aproxima: será no dia 20 de dezembro.

A senadora afirmou que o Rio Grande do Sul importa 65% da energia que consome e que, por isso, a energia termelétrica possui alta relevância para diminuir a dependência energética do estado. A ausência de previsão de compra de energia térmica no leilão, segundo Ana Amélia, inviabilizaria sete novos projetos, além de gerar risco de fechamento de usinas já existentes.

– O problema se relaciona à viabilidade econômica de uma das regiões econômica e socialmente mais carentes do Sul do país, que é a região carbonífera. A economia dessa região está baseada na extração do carvão mineral e na produção de energia termelétrica – argumentou a senadora.

Ana Amélia também afirmou que prefeitos da região informaram que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) estabeleceu como pré-condição para a realização do leilão de compra de energia termelétrica a adequação das Usinas a uma série de critérios ambientais que necessitam de um prazo de três anos para serem atendidos.

– O problema é que, se o leilão de compra de energia termelétrica não for realizado, as usinas instaladas no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina não terão sequer condições de permanecer em funcionamento, quanto mais de promover reformas que atendam às necessidades ambientais – ponderou. 

Casildo Maldaner

Ao argumentar em nome de Santa Catarina, Ana Amélia homenageou o senador Casildo Maldaner (PMDB-SC), que se recupera de um problema cardíaco.

Da Redação / Agência Senado