Amplia-se o fracasso da política de segurança pública do PSDB

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 27 de setembro de 2011 as 09:17, por: cdb

Soa estranho falar-se na ampliação de um fracasso, mas no caso da segurança pública em São Paulo, Estado governado há quase três décadas por tucanos – desde 1983, entre governos do próprio PSDB e de aliados – é a pura verdade.

Os dados que acabam de ser divulgados, publicados hoje pela Folha de S.Paulo, dão conta de que agosto foi o 3º mês consecutivo em que o número de  homicídios e roubos cresceu no Estado – o de homicídios aumentou 10,48% no mês, o de roubo de veículos 20,79%.

Isso, falando-se em números do Estado, porque na Capital o aumento no índice de homicídios foi de 23,81% em agosto. Mas, a despeito desses números e índices dramáticos, um dos chefes de polícia do governador Geraldo Alckmin (PSDB), o delegado-geral de São Paulo, Marcos Carneiro Lima, diz candidamente que o crescimento de homicídios é uma oscilação dentro de uma “margem tolerável”.

Em que mundo estamos? Não fosse esse aumento uma tragédia, a reação do governo parece lembrar aquela piada de que “o fracasso lhe subiu à cabeça…”. Infelizmente vê-se aí a consolidação do fracasso dos governos tucanos paulistas em mais uma área, depois de fracassarem na educação, na saúde, nos transportes públicos, na falta de uma política para as regiões metropolitanas…