Americanos dizem ter chegado a Bagdá

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 5 de abril de 2003 as 07:34, por: cdb

Soldados e tanques dos Estados Unidos entraram no perímetro urbano de Bagdá e já ocuparam uma parte do centro da cidade, na região sul, segundo o comando norte-americano.

O avanço da forças blindadas entrando no perímetro urbano da cidade ocorreu, pouco depois de a capital iraquiana ter sido estremecida por violentas e seguidas explosões e de se considerar o controle do aeroporto garantido, apesar de ainda haver resistência de forças iraquianas.

Vários tanques da Segunda Brigada da Terceira Divisão de Infantaria do Exército avançaram pelas ruas da capital, no que foi descrito como uma missão de reconhecimento, disse o correspondente da CNN, Walter Rodgers.

Mas o avanço parecia indicar o propósito do comando de ocupar partes da cidade, fragmentando-a. Houve combates com várias unidades blindadas que, segundo oficiais norte-americanos, foram destruídas.

O ingresso dos tanques no perímetro urbano de Bagdá ocorre 17 dias depois do início dos ataques das forças da coalizão, integradas por Estados Unidos e Grã-Bretanha para depor o regime de Saddam Hussein.

Na aeroporto de Bagdá, na manhã deste sábado, um dia depois de sua ocupação por tropas norte-americanas, forças iraquianas estavam oferecendo uma resistência organizada, mas em pequena escala, aos soldados dos EUA.

Na madrugada do sábado, segundo o tenente-coronel Terry Ferrell as forças norte-americanas da missão de reconhecimento combateram e destruíram um contingente iraquiano de 40 unidades blindadas, incluindo cerca de 20 tanques.

Avanço na cidade

Ferrell disse que as unidades avançadas dos EUA estavam enfrentando “duros” combates com pequenos contigentes iraquianos, mas que não havia até o momento uma resistência em larga escala.

Na capital iraquiana, gigantescas explosões iluminaram a madrugada na cidade, ainda às escuras.

As explosões ocorreram horas depois de centenas, talvez milhares, de civis iraquianos terem fugido da capital.

As explosões foram tão intesas que partes da cidade ficaram cobertas por bolas de fogo. Algumas vezes, sucessivas explosões abalaram a cidade ao longo de minutos intermináveis.

Aeroporto sob controle

O contingente norte-americano trabalha agora no sentido de assumir o controle de áreas adjacentes ao aeroporto, segundo um oficial do comando das operações locais.

“Eles continuam a lutar e nós continuaremos a vencer”, disse o tenente-coronel Terry Ferrell, em entrevista a Rodgers, que acompanha a unidade blindada.

Integrantes da Terceira Divisão de Infantaria e da 101a Divisão Aerotransportada estão empenhados em garantir a segurança da área do aeroporto, que fica a cerca de 16 quilômetros do centro de Bagdá.

A maior parte do combate em terra centralizou-se em torno do Aerporto Internacional de Bagdá, ex-aeroporto Saddam Hussein, ocupado por tropas norte-americanas em combates na sexta-feira que deixaram centenas de soldados iraquianos mortos.

“A coalizão tem um número substancial de soldados no aeroporto de Bagdá”, disse o general Stanley McChrystal, em entrevista à imprensa no Pentágono.

“Ainda encontramos resistência na área e estamos tratando de limpar os prédios existentes no local”.

Uma fonte em Bagdá disse à CNN que membros da Guarda Republicana, a tropa de elite de Saddam estaria a caminho para reforçar as tropas iraquianas na área do aeroporto.