AMD lança os novos processadores Athlon XP

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 9 de outubro de 2001 as 16:33, por: cdb

A AMD acaba de anunciar o lançamento da nova família de processadorers Athlon XP, como parte de sua estratégia para enfrentar os lançamentos recentes feitos pela sua concorrente Intel e para enfatizar seu argumento que velocidade do clock não é necessariamente o mais importante nem o fator definitivo de escolha de um microprocessador.

São quatro modelos, com velocidades entre 1,33 GHz e 1,53 GHz. Porém, a empresa resolveu batizá-los como Athlon XP 1500+, 1600+, 1700+ e 1800+ que, segundo a AMD, são referencias à performance dos novos produtos, quando comparados com chips anteriores ou da concorrência. “O 1800+, por exemplo, embora tenha freqüência de 1,53 GHz, supera processadores de 1,8 GHz”, afirma Mark Bode, gerente de marketing da AMD.

Segundo o executivo, antigamente, com o uso da mesma arquitetura pela Intel e pela AMD, a comparação de clock era justa. Agora, com as empresas adotando arquiteturas diferentes, a avaliação vai além.

A família Athlon XP é a primeira que tem como base o núcleo que leva o codinome Palomino. As letras XP são uma referência ao novo sistema operacional da Microsoft, ressaltando que o produto oferece “alta performance” quando utilizado com o Windows XP. Entre as melhorias incorporadas pelo Athlon estão a redução de 20% no consumo (quando comparado com a versão anterior), funções aprimoradas de multimídia e instruções 3D.

Quanto aos preços, o Athlon XP 1800+ custará US$ 252 (nos Estados Unidos), enquanto que o modelo de maior freqüência da Intel, o Pentium 4 de 2 GHz, sai por US$ 562. Já os outros modelos da família Athlon XP custam entre US$ 130 e US$ 190 (preço por unidade para lotes de mil processadores). Entre os primeiros fabricantes a adotar a nova família de chips estão Compaq, HP e NEC.