Alunos da Rede Municipal nas Olimpíada Brasileira de Matemática

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 8 de março de 2012 as 16:08, por: cdb

 

Medalhistas serão premiados com Bolsas no Programa de Iniciação Científica Júnior, do CNPq

  
Dez alunos da rede municipal de ensino de Araraquara foram premiados na 7ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), segundo resultados do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada, entidade que realiza o evento com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática e promoção do Ministério da Ciência e Tecnologia e do Ministério da Educação. 
Na classificação final, o aluno Leonardo Soares Moço, da EMEF “Hermínio Pagotto” no Assentamento Bela Vista, foi o melhor colocado e receberá a medalha de Prata. Na EMEF “Olga Ferreira Campos”, do Jardim Universal, os alunos Caio de Araújo Cangussu e Daniel Batista Silva Gomes receberão o Bronze, assim como a estudante da EMEF do CAIC “Ricardo Caramuru de Castro Monteiro” do Vale do Sol, Kathleen Araújo de Brito. 
Além dos medalhistas, receberão a menção honrosa pela boa pontuação os alunos Wine do Amaral Cardoso, da EMEF “Gilda Rocha de Melo e Souza” (Indaiá), Ariane Mariele dos Santos e Mateus da Silva Matias Antunes da EMEF ‘Waldemar Saffiotti” (Cruzeiro do Sul), Daiane Santos de Oliveira do CAIC “Ricardo Caramuru de Castro Monteiro” (Vale do Sol), Karoline Maria Rocha Almeida e Luis Ricardo Ferreira Leite da EMEF “Olga Ferreira Campos” (Jardim Universal). 
“Estamos orgulhosos pelo desempenho e premiação alcançada por nossos alunos, pois ao pensar em Educação, a escola volta seus olhares para promoção da qualidade no ensino como um todo, onde os espaços, tempos e potencial humano são organizados para garantir o desenvolvimento dos educandos”, falou a diretora da EMEF Olga, Cláudia Lemos. 
“Para isso, asseguramos ao aluno a formação comum, indispensável para o exercício da cidadania, e fornecemos a eles meios para que possam progredir no trabalho e em estudos posteriores”, acrescentou Cláudia. 
Aos 4.500 alunos premiados com medalhas de ouro, prata ou bronze e matriculados em escolas públicas, será oferecida a oportunidade de participar do Programa de Iniciação Científica Júnior (PIC-OBMEP), do CNPq. 
Novamente premiados 
Para alguns alunos da lista de vencedores o prêmio já era esperado. Isso porque além de obter êxito em edições anteriores da OBMEP, os estudantes são estimulados pelas escolas a participarem ativamente de outros concursos de conhecimentos. 
Este é o caso do aluno Caio de Araújo Cangussu, que em 2010 recebeu menção honrosa da Olimpíada; Mateus da Silva Matias Antunes, ganhador de bolsa integral no Colégio Progresso e Leonardo Soares Moço, que pela terceira vez é contemplado na OBMEP. 
Em 2010, junto à honraria Leonardo foi contemplado com a inserção no Programa de Iniciação Científica da USP, em São Carlos, com duração de 10 meses. Segundo ele, a participação no curso auxiliou na etapa dos anos seguintes. 
“Foi mais fácil fazer a prova porque tive aulas de aritmética, trigonometria, métodos de contagem, porcentagem, enfim, aprendi muita coisa que me ajudou na hora da avaliação”, explica o aluno. 
Para o secretário municipal da Educação, Orlando Mengatti Filho (Nino), a conquista é motivo de orgulho para toda a cidade. “Entendemos que o maior de nossos objetivos foi alcançado e que a Escola Pública pode ser sim de qualidade. Por isso parabenizamos os alunos, pais, professores e todos os envolvidos nesta conquista”, destacou Nino.