Alta dos juros não afetará crescimento, diz Palocci

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 19 de fevereiro de 2003 as 19:54, por: cdb

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, disse hoje que a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central de aumentar os juros de 25,5% para 26,5% ao ano não irá prejudicar o crescimento da economia. Para ele, o importante para o crescimento é o conjunto de medidas que o governo está tomando nas áreas monetária e fiscal.

Ele disse que com o esforço fiscal ajustado e uma política monetária atenta houve uma melhora do risco Brasil e a volta do crédito externo, principalmente para exportações, que, segundo o ministro, estavam bastante ausentes. “Nessas condições, acho que houve melhorias substanciais”, afirmou o ministro em breve entrevista concedida após uma visita ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Marco Aurélio Mello.

Ele atribuiu a alta da inflação no mês de janeiro a decisão tomada hoje pelo Copom. “Como a inflação deu sinais de crescimento em janeiro, certamente essa questão esteve no centro da avaliação do Copom”, disse. Segundo Palocci, quando toma decisões como a de hoje o Copom leva em consideração elementos que justificam uma política monetária mais ajustada. “No caso, as decisões do Copom são voltadas para uma avaliação principalmente da inflação”, disse.

Palocci garantiu que vai sempre prestigiar as decisões do Copom. “São decisões técnicas, tomadas à luz do comportamento de avaliações que são feitas e vamos trabalhar para que elas tenham efeito concreto”, disse.