Alta do petróleo pode dificultar queda dos juros, diz BC

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de janeiro de 2003 as 14:41, por: cdb

A alta no preço do petróleo, que vem sendo provocada pela intensificação da tensão entre Estados Unidos e Iraque e pela crise política na Venezuela, pode dificultar o controle da inflação e evitar que a taxa de juros inicie, em breve, uma trajetória consistente de queda.

A afirmação consta da ata da última reunião do Copom (Comitê de Política Monetária), quando os juros foram elevados de 25% para 25,5% ao ano.
Segundo avaliação do Copom, além de dificultar o controle da inflação, a alta do preço do petróleo e o cenário internacional mais adverso podem colocar “novos obstáculos à execução de políticas fiscais e monetárias expansionistas para estimular as economias”.

A ata destaca que as bolsas de valores vêm refletindo essas inquietações e, “com os fracos resultados corporativos, não retomaram a trajetória de alta”.

Com relação à Argentina, o Copom avaliou que o fechamento do acordo provisório com o FMI (Fundo Monetário Internacional) envolve apenas o refinanciamento de dívidas vencidas e a vencer com o FMI, BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e Bird (Banco Mundial), sem significar novos desembolsos de recursos para o país.