Alfredo Nascimento comemora os 45 anos da Zona Franca de Manaus 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 as 13:34, por: cdb

Em discurso no Plenário nesta terça-feira (28), o senador Alfredo Nascimento (PR-AM) comemorou os 45 anos de criação da Zona Franca de Manaus. Na visão do senador, trata-se de uma das instituições mais importantes do governo federal, por ser um modelo economicamente sustentável.

– É a conciliação entre a visão ousada de um país e o respeito ao meio ambiente. A Zona Franca é o principal vetor de desenvolvimento para a região e para o Amazonas – afirmou.

Nascimento disse que conhece de perto a Zona Franca, já que foi presidente da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa). A Zona Franca, afirmou o senador, é um modelo vencedor que, em 2011, registrou mais de 120 mil novos postos de trabalho e conseguiu um faturamento superior a R$ 63 bilhões.

– Tenho certeza de que esses resultados positivos serão superados ano após ano – disse o senador, lembrando que, em outubro do ano passado, o governo prorrogou a Zona Franca por mais 50 anos.

Porto de Coari

Alfredo Nascimento disse, no entanto, que nem tudo é festa no Amazonas. O senador manifestou sua indignação com os acontecimentos recentes no Porto de Coari, considerado o maior terminal hidroviário do interior do estado. De acordo com o senador, têm ocorrido irregularidades na gestão do dinheiro público, com obras incompletas e outras que nem começaram.

– É uma vergonha. Há poucos dias, a ponte móvel se soltou e até agora não se sabe por que caiu e nem foi reparada. Precisamos de explicações – cobrou o senador.

Alfredo Nascimento informou ainda que pediu ao Tribunal de Contas da União (TCU) que fiscalize o projeto, que foi definido por ele como “um fracasso submerso”.

Da Redação / Agência Senado