Alencar desiste de ser candidato por Minas Gerais a vaga no Senado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de abril de 2010 as 14:24, por: cdb

O vice-presidente da República, José Alencar, anunciou nesta sexta-feira que não irá se candidatar nas eleições de outubro.

– Decidi não me candidatar a nada, vou cumprir meu mandato até o último dia, se Deus quiser, e descer a rampa do mesmo jeito que subi. Subi a rampa junto com o Lula e vou descer com ele – disse.

O nome de Alencar era cotado para concorrer ao Senado por Minas Gerais e chegou a ser mencionada a possibilidade de que ele fosse candidato ao governo do Estado. Alencar justificou a desistência afirmando que se sente curado do câncer que enfrenta, mas que não considera certo concorrer neste momento.

– Só iria aceitar uma candidatura se estivesse curado, me sinto curado, mas continuo fazendo quimioterapia e não sei se seria honesto eu colocar meu nome como candidato fazendo quimioterapia – afirmou.

A decisão foi tomada na noite passada, quando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu com Alencar. Com a decisão de não se candidatar, o vice-presidente não precisará mais sair do país no próximo domingo para não assumir a Presidência com a viagem de Lula ao exterior, o que o tornaria inelegível. Segundo Alencar, o presidente não influiu na opção feita por ele:

– O Lula nunca me falou nada sobre esse assunto.

O vice-presidente afirmou ainda que Lula achou sua decisão correta, prudente e admirável.

– Ele achou que era absolutamente correta minha decisão, se não vou poder parar a quimioterapia, ia criar uma dúvida na cabeça das pessoas – explicou.

Alencar observou que sua decisão neste momento também é importante para a definição do cenário político em Minas Gerais para as próximas eleições.

– Não posso ser candidato hoje e não posso ficar segurando Minas Gerais, vejo que de certo modo eles ficam esperando minha decisão – concluiu.