Alemanha também entra em estado de alerta máximo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 11 de setembro de 2001 as 14:26, por: cdb

As autoridades de segurança da Alemanha entraram em estado de alerta máximo imediatamente após a série de atentados terroristas nos Estados Unidos. O Ministério do Interior em Berlim criou uma comissão para adotar medidas de emergência de segurança com a meta principal de proteger as instituições e os cidadãos norte-americanos e israelenses no país. A Embaixada dos Estados Unidos já está cercada de policiais.

Logo depois das primeiras notícias do atentado histórico, o Parlamento interrompeu o seu segundo dia de trabalho após o recesso de verão. O chanceler federal, Gerhard Schröder, correu para o seu gabinete junto com o ministro do Exterior, Joschka Fischer. Este se declarou chocado e indignado e também criou de imediato uma comissão de emergência.

Ao suspender os debates sobre o orçamento da União no Parlamento, a presidente da sessão, deputada Anke Fuchs, disse aos colegas que precisava se informar sobre os acontecimentos nos Estados Unidos. Ela pediu ao mesmo tempo que o Ministério da Defesa a mantivesse informada.

Em aparente estado de choque, nenhum político alemão quis comentar a série de atentados nos primeiros instantes. Schröder e Fischer disseram que iriam primeiro se informar para depois tomar uma posição.