Alemanha: Ministra defende necessidade dos cortes na aposentadoria

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 20 de outubro de 2003 as 14:52, por: cdb

A ministra alemã da Saúde e Assuntos Sociais, Ulla Schmidt, rechaçou as críticas aos planejados cortes nas aposentadorias, decididos pela coalizão governamental no fim-de-semana. A ministra admitiu que as medidas a serem adotadas correspondem, de fato, a uma redução das aposentadorias. No entanto, este foi o caminho escolhido pelo governo, a fim de evitar um aumento das contribuições sociais, o que resultaria num empecilho para a recuperação da conjuntura econômica.

Em face de um déficit de 8 bilhões de euros nas caixas do seguro de aposentadoria, as lideranças dos partidos da coalizão – SPD e Verde – decidiram no domingo que não haverá um aumento das aposentadorias no próximo ano. Além disto, os aposentados terão de contribuir mensalmente para o seguro de assistência de invalidez e de velhice, a partir de abril próximo. Até agora, eles estavam isentos de tal contribuição.