Alckmin quer que PSDB só defina candidato à prefeitura de SP em abril

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 5 de janeiro de 2004 as 17:49, por: cdb

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse nesta  segunda-feira que o nome do candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo será definido em março ou abril. – Sempre fui contra antecipar o processo sucessório, escolher candidato um ano antes, começar a campanha antes da hora – comentou.

Segundo o governador, é desnecessário adiantar a campanha. – A população não está nem aí com a eleição nesse momento. Antecipar o processo só prejudica o povo, porque encurta o governo e dificulta a governabilidade. Quem paga a conta é a população – disse.

Indagado se não será tarde colocar a campanha nas ruas, já que o PT sinalizou que vai trabalhar para reeleger a prefeita Marta Suplicy, Alckmin disse que o ideal é uma campanha curta, “como manda a lei”. Afirmou também que o cronograma de PSDB não é pautado por outros partidos.

Alckmin posicionou-se a favor da reforma política, com a conseqüente diminuição do número de partidos no país. – Hoje, cerca de 30 partidos têm registro no Tribunal Superior Eleitoral, mas não há 30 ideologias. Em muitos casos é o partido do eu sozinho, partido língua de trapo para falar mal dos outros – declarou. Ele é favorável também ao voto distrital misto e o financiamento público de campanha.

A reforma política é uma das metas do Governo Federal este ano. As propostas sobre o tema já foram discutidas na comissão especial e deverão seguir para votação no plenário ainda no primeiro semestre. Entre as alterações previstas estão o financiamento público de campanhas, o reforço à fidelidade partidária e alterações no voto de legenda.