Albergue Municipal já viabilizou 175 inclusões produtivas em 2012

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 9 de abril de 2012 as 07:43, por: cdb


O trabalho desenvolvido pelo Albergue Municipal Manoel Miraglia, administrado pela Secretaria de Assistência Social de Cuiabá (SMASDH), resultou em 175 inclusões produtivas em 2012. Em 2011, foram outros 487. Na prática – com o atendimento psicossocial prestado, encaminhamento para emissão de segunda via de documentação, higienização, valorização pessoal, encaminhamento para tratamento de saúde,  dentre outros serviços prestados – eles puderam voltar ao mercado de trabalho.

Para poder desempenhar essa importante função social, a  SMASDH mantém parcerias com empresas de distintos segmentos instaladas na capital. “Existe toda uma estrutura montada para o atendimento diante da complexidade da situação”,  cita a secretária de assistência social, Regina Kaizer. 

Também há todo um trabalho de reinserção familiar, de busca ativa pelas famílias quando solicitadas. Um exemplo recente é o caso de Antonio Loreano da Silva, 82 anos. Surdo, com graves problemas de saúde, saiu de Pimenta Bueno e veio para Cuiabá a procura de seus filhos. Sem dinheiro ou conhecimento de onde os familiares estavam, foi para o Albergue Municipal  e conseguiu retornar para o seio familiar após nove dias na unidade.

Equipe

A gerente em exercício da unidade, Cristiane do Espírito Santo, explica que o Albergue possui uma equipe composta por assistentes sociais, monitores, equipe administrativa e de apoio, para a melhor prestação dos serviços.  Atualmente a casa abriga a 60 pessoas (sendo que duas mulheres abrigadas estão grávidas).

O Albergue Municipal possui capacidade para atendimento de até 60 pessoas (sendo 15 leitos destinados a mulheres e crianças) e outras 45 vagas divididas em três quartos destinadas ao atendimento dos homens. Ela pontua que o Albergue possui uma rotina de funcionamento e os  que assim desejarem podem se envolver nas tarefas de manutenção e conservação do ambiente, assim como podem trabalhar na horta e também participar do momento de oração (católico e evangélico).

“Duas vezes por mês são realizadas ainda reuniões com representantes do Alcoólicos Anônimos”. Ela cita que é grande  o problema com o uso de drogas lícitas e ilícitas e que existe um trabalho conjunto com a  Vivência.

O borracheiro  Manoel Rodrigues, 56 anos, chegou no sábado passado ao Albergue. Natural de Campo Grande (MS) ele conta que veio para a capital do Estado vizinho a procura de emprego. Inicialmente se deslocou para a cidade de Sinop (a 500 km de Cuiabá) acompanhado da esposa, mas acabou retornando para a capital. “Com o pouco dinheiro que me restava mandei minha esposa de volta. O serviço que o Albergue oferta é muito bom. Não sei que seria de mim sem esse local”. Ele conta ter esperanças de conseguir logo um emprego e poder voltar para a cidade natal.

Devido ao intenso fluxo de atendimentos realizados, explica a gerente da unidade Cristiane, doações de roupas e sapatos  são bem-vindos.


Proteção Social Especial

O trabalho realizado pelo Albergue Municipal Manoel Miraglia é administrado pela Coordenadoria de Proteção Social Especial (PSE), que atua com natureza ‘protetiva’ e comporta encaminhamentos efetivos e monitorados, apoios e processos que assegurem qualidade na atenção. Só no ano passado, de acordo com dados da PSE, foram realizados 127.904 atendimentos nutricionais. No total, o número de acolhimento institucional é de 1.475. 

A gerente em exercício da unidade explica que além da alimentação e abrigamento, cada pessoa recebe uma vasta gama de serviços como encaminhamentos para aposentadoria ou pensão, Benefício de Prestação Continuada (BPC), para os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS), cursos profissionalizantes, registro de Boletim de Ocorrências e, outros, perfazendo o montante de 136.556 atendimentos no ano passado. O Albergue Municipal foi fundado em julho de 2001.


Ajuda

Interessados em realizar doações de roupas, sapatos e materiais de uso pessoal,  podem se deslocar até a sede da unidade, sito à rua Afeganistão, número 02, Bairro Bordas da Chapada. O telefone de contato é o  (65) 3616-6555.

 

Fonte:  Patricia Neves – SMASDH (65) 3645-6810