Aladilce questiona novo processo licitatório da Prefeitura

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 23 de outubro de 2012 as 15:12, por: cdb

A marca registrada de final de mandato de João Henrique, depois do abandono da cidade, é a enxurrada de processos licitatórios que ele tenta executar. Depois da LOUOS, Fundetrans e tentativa de fazer o mesmo com o projeto Linha Viva, agora é a vez de lançar edital para contratação de organização financeira para prestar serviços à administração municipal a partir de 2013, como pagamento da remuneração, proventos e benefícios dos servidores públicos (ativos e inativos), pensionistas e estagiários.
Para a vereadora Aladilce Souza, reeleita para o terceiro mandato na Câmara Municipal, a pressa da prefeitura causa a mesma estranheza das outras vezes. “No final da gestão, o prefeito abra mais uma licitação de grande porte. Por que não deixar esta decisão para a próxima Legislatura? Para onde irá este dinheiro?”. Na opinião da parlamentar, esta é uma forma de deixar a cidade ainda mais pendurada, pois ele não pode assumir este compromisso, se não vai estar à frente da administração da cidade nos próximos anos.

O processo licitatório, que está disponível no site da Secretaria Municipal da Fazenda, prevê o mínimo de R$ 80 milhões nas propostas, que devem ser entregues no dia 30 de outubro, ou seja, próxima terça-feira. Vence a maior oferta. Atualmente, a organização financeira que presta serviço é o Bradesco.

De Salvador,
Maiana Brito

 

..