Al-Qaeda pode fazer uso de armas químicas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 2 de dezembro de 2003 as 01:12, por: cdb

Os terroristas da rede Al-Qaeda estão dispostos a utilizar armas químicas e biológicas, segundo um relatório divulgado na última segunda-feira nas Nações Unidos que pede o reforço das sanções impostas a este grupo e uma maior pressão dos estados para sua aplicação.

O relatório foi apresentado pelo presidente do comitê da ONU responsável pelas sanções a Osama bin Laden, Al-Qaeda e os talibãs, o embaixador do Chile diante da ONU, Heraldo Muñoz, e pelo presidente de um grupo de especialistas encarregados de controlar sua aplicação, Michael Chandler.

Em declarações de imprensa, ambos consideraram decepcionantes os resultados obtidos até agora pelo regime de sanções e criticaram alguns países, sem dar nomes, por sua escassa ou nula cooperação.

O documento faz uma série de recomendações, entre elas reforçar o mandato do grupo de controle, entre outras coisas para que tenha poderes para investigar o tema.

O relatório destaca o ‘risco de que a Al-Qaeda obtenha e usa armas de destruição em massa continua aumentando’ e que o único impedimento para os terroristas usarem armas químicas e biológicas ‘é a complexidade técnica de operá-las de forma adequada e efetiva’.

– Também é muito preocupante o possível uso de uma bomba suja – acrescenta o relatório com relação a artefatos capazes de contaminar com radiação áreas extensas.