Aiea começa inspeção na usina nuclear de Fukushima Daiichi

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 7 de novembro de 2011 as 23:17, por: cdb

Missão vai durar 15 dias e deve visitar outros locais afetados pelo terremoto e tsunami de 11 de março no Japão.

Central de Fukushima Daiichi

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

Especialistas da Agência Internacional de Energia Atômica, Aiea, iniciaram, nesta terça-feira, uma missão à usina de Fukushima Daiichi, no Japão.

O objetivo da visita é apurar o estado da central nuclear e de outras áreas afetadas pelo terremoto e pelo tsunami de março, no país

Avaliação

A missão da Aiea inclui 20 especialistas em energia atômica. Eles passarão duas semanas no Japão para fazer uma avaliação da segurança das centrais japonesas.

O grupo é liderado pelo inspetor-chefe de Instalações Nucleares do Reino Unido, Mike Weightman, que também deve produzir um relatório sobre a missão. O documento será apresentado durante a Conferência Ministerial sobre Segurança Nuclear, marcada para 20 a 24 de junho, em Viena, na Áustria.

No início deste mês, um representante da Aiea disse que a contaminação de radioatividade na área da usina nuclear de Fukushima Daiichi ainda é muito grave.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Aiea começa inspeção na usina nuclear de Fukushima Daiichi

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 24 de maio de 2011 as 13:11, por: cdb

Missão vai durar 15 dias e deve visitar outros locais afetados pelo terremoto e tsunami de 11 de março no Japão.

Central de Fukushima Daiichi

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

Especialistas da Agência Internacional de Energia Atômica, Aiea, iniciaram, nesta terça-feira, uma missão à usina de Fukushima Daiichi, no Japão.

O objetivo da visita é apurar o estado da central nuclear e de outras áreas afetadas pelo terremoto e pelo tsunami de março, no país

Avaliação

A missão da Aiea inclui 20 especialistas em energia atômica. Eles passarão duas semanas no Japão para fazer uma avaliação da segurança das centrais japonesas.

O grupo é liderado pelo inspetor-chefe de Instalações Nucleares do Reino Unido, Mike Weightman, que também deve produzir um relatório sobre a missão. O documento será apresentado durante a Conferência Ministerial sobre Segurança Nuclear, marcada para 20 a 24 de junho, em Viena, na Áustria.

No início deste mês, um representante da Aiea disse que a contaminação de radioatividade na área da usina nuclear de Fukushima Daiichi ainda é muito grave.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.