Agetran e Assetur comemoram 16 dias sem assaltos no transporte coletivo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 13 de março de 2012 as 16:36, por: cdb

TransporteTerça-Feira 13 de Março de 2012

Agetran e Assetur comemoram 16 dias sem assaltos no transporte coletivo

Foto:David Majella  

Os trabalhadores do transporte coletivo urbano da Capital, representante da Associação das Empresas do Transporte Coletivo de Campo Grande (Assetur) e da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) comemoram hoje (13) 16 dias sem assaltos na frota de ônibus. Nesta tarde, esta informação foi repassada ao prefeito Nelson Trad Filho, momento em que o chefe do Executivo também recebeu outros dados ligados ao sistema de pagamento eletrônico.

De acordo com o diretor-presidente da Agetran, Rudel Espíndola Trindade Júnior, este cenário só foi possível com a união de esforços de todos os envolvidos: a Prefeitura, Agetran, Assetur, Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Coletivo e o Ministério Público Estadual. “Antes da implantação do sistema eletrônico de pagamento, era registrada uma média de quase 60 assaltos mensalmente. Com o novo sistema e adesão da população, contabilizamos três assaltos no mês de fevereiro. Com estes dados, estamos alcançando a meta prevista no projeto, de reduzir em 100% o número de roubos nos coletivos”, pontuou Rudel.

Para o prefeito Nelson Trad Filho, os números alcançados são motivo de alegria para a Prefeitura e comprovam que a mudança para pagamento em cartão só veio a beneficiar, trabalhadores, empresas e usuários. “Fico satisfeito em saber que o novo sistema melhorou a vida de todos, proporcionando mais segurança para a população que depende do transporte coletivo. Tenho certeza que a tendência é seguirmos por um caminho de maior eficiência do transporte público”, destacou Nelsinho.

Segundo o presidente da Assetur, João Resende pode-se dividir o atendimento em dois momentos: antes e depois da informatização, uma vez que o cenário antes era de medo e insegurança, tanto para motoristas quanto para os passageiros. “Hoje, os motoristas têm um melhor rendimento de trabalho e a segurança dos usuários melhorou muito e esta é nossa meta, já que são transportadas diariamente 270 mil pessoas. Para isso, a Assetur conta com quase 2000 pontos de venda de cartões pré-pagos, vendas através da internet e estamos investindo na compra de 250 equipamentos para carregamento online de créditos no cartão”, detalhou o titular da associação.

Entre os visitantes, esteve presente o motorista Francisco Veimar de Souza, 60 anos, que trabalha há 15 anos na Viação Cidade Morena. Ele foi esfaqueado durante um assalto ocorrido há dois anos, enquanto trabalhava no turno da noite. “Quando olhei o rapaz subindo, tive um mau pressentimento, mas não quis julgar. E não me enganei, em questão de segundos ele exigiu o dinheiro e me agrediu. Graças a Deus eu estou bem e trabalhando normalmente. Na minha opinião, a mudança do pagamento da passagem de dinheiro para cartão é muito boa, pois oferece mais segurança e tranqüilidade para o motorista conduzir o veículo e ficar atento a quem entra e sai do ônibus”, relatou.

Fonte/Autor: Aline Oliveira MTB 044/MS