Agentes da operação Centro Presente prendem cambista

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 18 de agosto de 2016 as 15:12, por: cdb

Com o vendedor foram encontrados nove ingressos para diversas modalidades, avaliados aproximadamente em R$ 3.430

Por Redação, com ACS – do Rio de Janeiro:

Agentes da Operação Centro Presente prenderam, um cambista, na Rua da Assembleia. Durante o patrulhamento de rotina, uma guarnição viu um homem entregando ingressos para os jogos olímpicos a dois jovens. Segundo os Policiais militares, ao serem abordados explicaram que as entradas foram compradas pela internet.

Com o vendedor foram encontrados nove ingressos para diversas modalidades
Com o vendedor foram encontrados nove ingressos para diversas modalidades

Com o vendedor foram encontrados nove ingressos para diversas modalidades, avaliados aproximadamente em R$ 3.430, mas nenhum em seu nome. Ele foi conduzido à 5ª DP (Mem de Sá) e autuado por cambismo (Artigo 41-F do Estatuto do Torcedor).

Balanço

Até a noite de terça-feira, os agentes da Operação Segurança Presente efetuaram 2.161 prisões, sendo 1.271 por posse e uso de entorpecentes, e já cumpriram 163 mandados de prisão. Também foram conduzidas à delegacia 64 pessoas por porte de arma branca e nove por porte de arma de fogo, 76 por roubo e 136 por furto. Em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, foram realizadas 601 ações de acolhimento a moradores de rua.

Conheça a Operação Segurança Presente

No dia 1º de dezembro de 2015, foi iniciada no Méier, na Lagoa Rodrigo de Freitas e no Aterro do Flamengo a Operação Segurança Presente, uma iniciativa de interesse público – fruto de uma parceria entre o Governo do Estado e o Sistema Fecomércio RJ. No dia quatro de julho deste ano, a operação chegou ao Centro. As Operações Segurança Presente foram inspiradas na bem sucedida Lapa Presente, iniciada em 1º de janeiro de 2014.

A operação, de caráter permanente, conta com a participação de policiais militares da ativa e da reserva e agentes civis egressos das Forças Armadas. Vários órgãos atuam coordenados na ação: Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Polícia Militar, Polícia Civil, Comando Militar do Leste, Guarda Municipal, secretarias municipais de Ordem Pública, de Desenvolvimento Social, de Conservação, de Transportes e Comlurb.

Para fortalecer a credibilidade das ações, além das abordagens serem filmadas, as equipes também são monitoradas por GPS.