África do Sul aprova lei que reconhece curandeiros

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 9 de setembro de 2004 as 15:34, por: cdb

O Parlamento da África do Sul aprovou, na quinta-feira, uma nova lei que regulamenta os tradicionais curandeiros africanos ou “sangomas”.

Milhões de sul-africanos consultam os mais de 200 mil curandeiros do país ou usam rituais e medicina natural para tratar diversas doenças.

A lei – que ainda precisa ser ratificada – pretende regulamentar as atividades dos curandeiros e os proíbe de tratar doenças fatais, como o câncer e a Aids.

Estima-se que 70% dos 45 milhões de sul-africanos usem os sangomas.

– Essa é uma reafirmação da dignidade de nosso africanismo, acho que esse é um grande dia, um dia histórico para a África do Sul – afirmou ao Parlamento a ministra da Saúde, Manto Tshababala-Msimang.