Afeganistão tem mais de 100 mil crianças em risco de morte

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 16 de outubro de 2001 as 02:11, por: cdb

Cerca de 100 mil crianças poderão morrer nos próximos meses no Afeganistão que não receberem, em seis semanas, uma quantidade suficiente de alimentos, advertiu nesta segunda-feira o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

O porta-voz da Unicef em Islamabad, Eric Laroche, disse que a organização necessita de US$ 36 milhões para a missão de ajuda de emergência no Afeganistão, mas que só recebeu metade dessa quantia.

– Pelo menos 100 mil crianças poderão morrer no Afeganistão neste inverno a menos que recebam uma quantidade suficiente de alimenos durante as próximas seis semanas – disse Laroche, numa entrevista coletiva.

Laroche destacou que metade das crianças do Afeganistão estão subnutridas e que cerca de 300 mil morrem a cada ano por causas que poderiam ser evitadas nesse país.

– Uma criança nascida no Afeganistão tem 25 vezes mais possibilidade de morrer antes dos cinco anos de idade do que um americano, um francês ou um saudita – comparou o porta-voz.