Aeronaves foram seqüestradas com facas e canivetes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 11 de setembro de 2001 as 21:45, por: cdb

Os sequestradores que levaram um avião da American Airlines a colidir contra o prédio do Pentágono, na terça-feira, como parte de um ataque coordenado nos Estados Unidos, brandiram facas, canivetes e cortadores de papel para tomar o controle da aeronave.

A informação foi revelada durante dois telefonemas que Barbara Olson, esposa do Advogado-Geral Ted Olson, fez à bordo do avião antes da colisão. Aparentemente, os sequestradores não estavam carregando armas de fogo.

Babara Olson, que também é comentarista da rede de televisão norte-americana CNN, foi uma das 64 pessoas que morreram na colisão do Boeing 757 contra o Pentágono.

Um total de 266 pessoas – que estavam à bordo dos quatro aviões sequestrados – provavelmente morreram nos seqüestros ocorridos na região nordeste dos Estados Unidos.

Olson também fez duas ligações para informar seu marido que o avião, que acreditava-se estar voando do aeroporto de Dulles, em Washington, para Los Angeles, tinha sido seqüestrado.

A CNN disse que Ted Olson chamou imediatamente o centro de comando do Departamento de Justiça para informar o órgão sobre o seqüestro. O departamento, desavisado quanto aos acontecimentos, disse a Olson que iria investigar o caso.

A mulher de Olson disse a seu marido que havia mais de um seqüestrador e não deu mais detalhes.

“O que eu devo dizer para os pilotos fazerem?”, perguntou Olson ao seu marido, segundo informou a CNN.

A aeronave chocou-se contra o Pentágono na manhã de terça-feira, atingindo o centro do departamento de Defesa dos Estados Unidos e destruindo uma grande parte de sua estrutura.

Por volta das 9h (10h, pelo horário de Brasília), duas aeronaves chocaram-se contra as torres gêmeas do World Trade Center, no coração do distrito financeiro de Nova York. As colisões provocaram o desabamento dos edifícios de 110 andares.

Poucos minutos depois, em um ataque coordenado, o jato em que estava Olson chocou-se contra o Pentágono. Um quarto avião caiu na região oeste da Pennsylvania.

Não existe ainda disponível um número de mortos nos atentados, mas autoridades temem que esteja na casa dos milhares, uma vez que trabalhavam no World Trade Center 40 mil pessoas.

Um dos passageiros da aeronave que caiu próxima a Pittsburgh, Pennsylvania, trancou-se em um dos banheiros do avião e ligou 911 (número de emergência nos Estados Unidos) de seu telefone celular para informar as autoridades sobre o sequestro do aparelho.