Ações para erradicar a pobreza no DF

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 as 09:33, por: cdb

Na edição desta semana do programa de rádio Conversa com o Governador, Agnelo Queiroz destacou projetos da atual gestão para o combate à pobreza. Medidas incluem investimentos em educação e qualificação profissional

Secretaria de Comunicação

Foi ao ar na manhã desta terça-feira (28) mais uma edição do programa de rádio Conversa com o Governador. Agnelo Queiroz abordou as ações do governo para erradicação da extrema pobreza e combate à desigualdade social no Distrito Federal, destacando o programa DF Sem Miséria. Uma das prioridades da atual gestão, a iniciativa também esteve na pauta da reunião realizada ontem entre o governador do DF e a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello.
 
Agnelo Queiroz iniciou a conversa semanal com o jornalista Carlos Campbell ressaltando a realidade socioeconômica da capital, onde 98 mil famílias ainda vivem com cerca de R$ 70 por mês, enquanto a cidade sustenta o título de maior renda per capita do país. O governador afirmou que a principal meta do DF Sem Miséria é mudar esse cenário.
 
“Nosso objetivo é erradicar a pobreza. Não é diminuir, é acabar com a extrema pobreza até 2014. Essa é uma meta nacional e faz parte do conjunto de metas do governo federal, que nós, aqui do DF, também participamos”, destacou Agnelo Queiroz.
 
O governador também se referiu à assinatura do termo de pactuação do Plano Brasilsem Miséria com os demais governadores da região Centro-Oeste. Com a assinatura desse termo, os estados e o Distrito Federal podem estabelecer a renda mínima para cada habitante beneficiário do programa federal Bolsa Família: no DF, a atual gestão vai complementar o valor mínimo de R$ 70. “Cada família nessa situação, aqui no Distrito Federal, terá renda mensal de, no mínimo, R$ 100 por integrante. Isso a partir já deste mês de fevereiro”, ressaltou Agnelo Queiroz.
 
Ação conjunta – Os esforços para eliminar a miséria do território do DF é um trabalho articulado,que reúne projetos sociais e de outras áreas prioritárias, como saúde e educação, fundamentais para resgatar a dignidade e proporcionar qualidade devida à população. Um dos programas apontados pelo governador garante café da manhã às crianças da rede pública de ensino com alimentos produzidos por agricultores familiares.
 
“Vamos começar pelas áreas mais vulneráveis, de tal maneira que a criança possa ter uma ingestão calórica logo cedo. Isso ajuda muito o desempenho, a concentraçãoe o gosto pela escola. Ao mesmo tempo em que damos esse salto de qualidade, conseguimos, na outra ponta, gerar renda e trabalho para os pequenos produtores”, enfatizou Agnelo Queiroz.
 
Romper com a política de assistencialismo e criar oportunidades desde o início da vida do cidadão foram outros objetivos citados pelo governador durante a entrevista. Para isso, investimentos em educação básica, qualificação da juventude e alfabetização das mães de alunos são ações concretas do governo, como destacou o governador.
 
Nesse contexto, programas como o Qualificopa – que oferece cursos gratuitos em preparação para a Copa do Mundo de 2014 – foram ressaltados pelo governador, que acrescentou números do projeto: somente no ano passado, 2 mil pessoas foram capacitadas, sendo que metade desse total já está no mercado de trabalho. Para este ano, a meta é capacitar 10 mil pessoas.
 
Cadastro único – Outro assunto abordado por Agnelo Queiroz foi o cadastro de beneficiários de programas sociais do governo federal e da Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest). O governador afirmou que os dados das famílias que recebem os benefícios serão organizados em uma lista única e os casos de duplicidade serão regularizados. O passo seguinte é assumir uma postura proativa em relação aos mais necessitados.
 
“Não vamos apenas esperar que a pessoa procure o serviço público. Nós é que vamos procurar quem precisa do Estado, da transferência de renda e de todos esses programas que estamos implantando. O meu governo é para quem mais precisa de governo”, pontuou Agnelo Queiroz.
 
Ao final da entrevista, o governador orientou os ouvintes em relação à inclusão no cadastro, que pode ser feita por meio do telefone 156. Após o cadastramento éagendada uma visita da equipe da Sedest à casa do candidato ao benefício. Outras informações podem ser obtidas nos centros de Referência e AssistênciaSocial (CRAS). “Se você souber de alguma família nessa situação, ajude no combate à pobreza. Ligue e informe: esta é a nossa luta, esta é a luta de todos”, alertou o governador.
 
O programa – O Conversa com o Governador é transmitido pela rádio Cultura FM (100,9) às 7h, com retransmissões às 9h, 12h e 18h30. Criado pela Secretaria de Comunicação Social, o programa tem duplo desafio: estreitar o diálogo com a população e prestar contas das ações adotadas pela atual gestão do GDF para melhorar a qualidade de vida e conferir excelência aos serviços públicos.
 
Entre os temas já abordados estão transparência, agricultura, saúde, segurança pública, Copa do Mundo de 2014, Copa das Confederações, transporte, internet banda larga, servidores públicos, valorização dos idosos, cultura, habitação, educação, cuidados com a infância, prioridades para 2012, criação de parques no Distrito Federal, o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Entorno, regularização fundiária, Carnaval 2012 e Política de Resíduos Sólidos.
 
Todo o conteúdo do programa está disponível para ouvir e para download na página da Agência Brasília de Notícias na internet: www.agenciabrasilia.df.gov.br/conversacomogovernador. A reprodução é livre, desde que citado o crédito dos realizadores.