Acidente fere quatro pessoas e paralisa contrução do mais alto prédio do mundo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 21 de novembro de 2003 as 11:30, por: cdb

O arranha-céu “Taipé 101”, edifício mais alto do mundo, teve nesta sexta-feira, suas obras interrompidas pelas autoridades taiuanesas depois da queda de cerca de 70 pranchas de aço que deixaram quatro pedestres feridos.

A paralisação foi ordenada pelo Departamento de Assuntos Trabalhistas de Taipé, depois que o forte vento provocou a queda das pranchas nas instalações esportivas de uma escola primária situada a 300 metros do edifício.

Quatro pessoas ficaram feridas ao serem atingidas por uma das pranchas, que caíram do 90º andar quando eram manuseadas por um grupo de operários.
As obras aconteciam nos andares superiores do prédio, que já estão abertos ao público e onde funcionam lojas e restaurantes.

Ainda não foram liberados, porém, os escritórios do arranha-céu de 508 metros, que abrigarão 10.000 empregados.

A construção ficará parada por três dias para uma revisão das normas de segurança e realização das medidas necessárias.

Funcionários municipais de Taipé lembraram que o regulamento determina a paralisação das obras de construção nos edifícios deste tipo em caso de ventos de mais de dez metros por segundo.

A construção completa do edifício “Taipé 101”, que se tornou o símbolo econômico da capital da ilha, terminará no ano que vem.