AAA 28 de Agosto de 2011 – 15h09 MP de São Paulo exibe filmes sobre ditaduras latino-americanas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 28 de agosto de 2011 as 16:26, por: cdb

O Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo vai promover um dia de mobilização nacional para sensibilizar a sociedade sobre as ditaduras na América Latina e suas consequências. A iniciativa será marcada pela exibição, na próxima sexta-feira (2/9), de filmes que tratam de ditaduras na América Latina.
A mostra tem o nome de Cine Memória e Verdade, projeto do MPF cujo objetivo é mostrar seu engajamento na busca para que o Brasil cumpra a decisão da Corte Interamericana de Direitos Humanos, que exige que o país localize os corpos dos desaparecidos na Guerrilha do Araguaia e faça uma reparação às famílias das vítimas. A corte também quer que o Estado brasileiro adote medidas judiciais efetivas para a responsabilização individual pelos crimes cometidos.

“É extremamente importante que busquemos incansavelmente a verdade sobre o nosso passado para que, no futuro, não sejam cometidos os mesmos erros”, disse Jefferson Aparecido Dias, procurador regional dos Direitos do Cidadão em São Paulo.

Serão exibidos quatro filmes: Sônia Morta e Viva, documentário brasileiro dirigido por Sérgio Waisman que conta a história da militante revolucionária Sônia Moraes Angel Jones; A História Oficial, drama argentino dirigido por Luis Puenzo, vencedor do Oscar que conta a história de uma professora argentina que descobre que a criança adotada por ela pode ser filha de presos políticos da ditadura militar; Vala Comum, documentário de João Godoy que fala sobre a vala clandestina encontrada no Cemitério de Perus, em São Paulo; e Que bom te Ver Viva, filme de Lucia Murat que traz depoimentos de oito ex-presas políticas torturadas durante a ditadura no Brasil.

Antes de cada filme, será exibido o curta-metragem Anistia 30 Anos, produzido pela Comissão de Anistia, do Ministério da Justiça. Os ingressos são gratuitos e serão distribuídos ao público uma hora antes de cada sessão. A mostra ocorrerá na sede da Procuradoria da República em São Paulo, na Rua Peixoto Gomide, 768, na região central da cidade.

Fonte: Agência Brasil