AAA 27 de Agosto de 2011 – 14h15 Africanos defendem reconhecimento do Estado da Palestina pela ONU

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 27 de agosto de 2011 as 17:20, por: cdb

Embaixadores de seis países árabes e o Comitê Palestina-Senegal defenderam sexta-feira (26), em Dakar, o reconhecimento do Estado da Palestina pela Organização das Nações Unidas (ONU).
Esta posição foi assumida durante as celebrações do Dia Mundial de Al Qods em que participou o embaixador da Palestina no Senegal, Abdalrahim Alfarra, ao lado dos seus homólogos da Argélia, da Arábia Saudita, do Egito, da Síria e do Iraque.

Segundo Alfarra, a Palestina vai pedir, durante a Assembleia Geral da ONU marcada para 20 de setembro próximo, a sua adesão a esta instituição internacional sediada em Nova York, nos Estados Unidos.

Por seu turno, o presidente do Comitê Palestina-Senegal, o sociólogo Malick Ndiaye, convidou a comunidade internacional, a Organização da Conferência Islamica (OCI) e a CEDEAO (Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental) a apoiar a criação de um Estado palestino livre e independente com Jerusalém como capital.

“A nova batalha agora é o reconhecimento da Palestina pela Assembleia Geral da ONU após 60 anos de luta heroica, desde 1948 até hoje”, apoiou Ndiaye.

Na ocasião, realizou-se uma conferência pública sob o lema “Levantamentos populares no mundo arabe: sinais anunciadores da libertação de Al-Qods”.

A efeméride foi marcada para uma exposição fotográfica, no Centro Cultural Blaise Senghor de Dakar, sobre o sofrimento do povo palestino.

Fonte: Panapress