A reação de Menem

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de maio de 2003 as 10:05, por: cdb

Carlos Menem sentiu o golpe do apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Néstor Kirchner, seu adversário, e reagiu indignado: “Ele (Kirchner) está cometendo um triunfalismo absurdo”
A viagem de Kirchner, que visitou o Brasil pela primeira vez na vida, foi acompanhada nos mínimos detalhes pelas principais emissoras de televisão da Argentina, como a Todo Notícias, e por rádios como a Diez e a Mitre, as mais ouvidas do país.
A dez dias do segundo turno das eleições presidenciais, marcadas para o dia 18, Kirchner é apontado como o provável vencedor do pleito por todos os institutos de pesquisa argentinos. “Lula é um homem que admiro e com quem concordo no combate à exclusão social, no fortalecimento do Mercosul e na integração da América Latina”, disse o presidenciável, justificando sua viagem ao Brasil.
O ex-presidente argentino e o atual brasileiro trocam farpas públicas desde a época do segundo turno das eleições de 1998, quando Menem afirmou que votaria em Fernando Henrique e não em Lula.